CIDADE MAIS LIMPA

Dados do Instituto Brasileiro de Petróleo, Gás e Biocombustíveis – IBP indicam que já circulam no mundo mais de 450 mil veículos pesados – ônibus e caminhões –, operando com GNV.

No Brasil, a substituição do diesel pelo gás natural também é uma tendência, porém ainda incipiente. Entre as vantagens do GNV estão a economia e a segurança, além de ser o combustível com mais baixo teor de carbono. A adoção do combustível pelos veículos pesados poderá contribuir para a redução da poluição atmosférica no Estado.

Em 2012 a Sulgás, em parceria com a Iveco, Departamento Municipal de Limpeza Urbana (DMLU) e PUCRS, colocou em teste o primeiro caminhão de lixo movido a gás natural veicular no País, que rodou por seis meses nas ruas de Porto Alegre. O projeto agora está na etapa de análise dos dados ambientais, operacionais e econômicos, com o objetivo de avaliar os benefícios e a viabilidade de transformação da frota de coleta de lixo domiciliar para o GNV.