Sua indústria pode aproveitar essa fonte de energia segura e eficiente

SEGURA E EFICIENTE

Na indústria, o gás natural pode substituir com eficiência qualquer combustível sólido, líquido ou gasoso, oferecendo muito mais benefícios. Pode ser empregado com sucesso em vários segmentos industriais, como petroquímico, químico, siderúrgico, têxtil, bebida, fumo, automotivo, alimentício e metais não-ferrosos.

Pode ser utilizado como matéria-prima para os setores petroquímicos (produção de metanol), siderúrgico e de fertilizantes (produção de amônia e ureia).

Também é ideal para processos que exigem a queima em contato direto com o produto final, como acontece na produção de cerâmica e na fabricação de vidro.

Pode servir como redutor siderúrgico na fabricação de aço, como combustível para fornecimento de calor, geração de eletricidade e força-motriz, e em processos de climatização e refrigeração.

Entre os equipamentos que podem utilizar o gás natural, estão fornos, estufas, caldeiras, motores, secadores de grãos, ramas, entre outros. 

 

BENEFÍCIOS:

Respeito ao MEIO AMBIENTE

 

  •  Possui uma combustão completa e “limpa”, não produzindo cinzas.
  • Não emite S0(responsável pela chuva ácida).
  • É o combustível fóssil que emite menor quantidade de CO2 (gás responsável pelo efeito estufa).
  • Não exige tratamento dos gases de combustão.

Segurança

Sulgás Segurança

  •  Por ser canalizado, o gás natural tem fornecimento contínuo, eliminando a necessidade de armazenamento e suas frequentes reposições.
  • Por ser mais leve que o ar, sua dispersão se dá rapidamente, evitando acúmulo de gás no ambiente em caso de vazamento, diminuindo o risco de acidentes.

Praticidade

  • Fornecimento contínuo; não está sujeito a quedas de energia que podem causar danos aos equipamentos, como acontece com a eletricidade.
  • Menor custo com armazenamento: pelo fato de não precisar ser estocado, permite o reaproveitamento das áreas que, antes, eram utilizadas para estocagem de combustível.
    Produção contínua, pois reduz o tempo de parada das máquinas para manutenção.
  • Menor custo operacional e de logística.
  • Pode ser utilizado na forma comprimida em empilhadeiras.

Eficiência energética

  • Tem uma composição química mais constante, o que possibilita melhor regulagem da chama nos fornos abertos.
  • Menor manutenção: aumenta a vida útil dos equipamentos que o utilizam, além de não deteriorar os refratários dos fornos e não derreter ou entupir os maçaricos.
  • Não precisa ser aquecido.
  • O ajuste de temperatura é de fácil obtenção se comparado a outros combustíveis; isso proporciona uma melhor distribuição de calor, o que elimina a variação nos processos de industrialização.
  • Possui alto rendimento térmico.
  • Possibilita a cogeração, que é a geração simultânea de energia térmica e elétrica, aproveitando o calor gerado pela queima do combustível para produzir energia elétrica.