16/06/2014

Resíduos orgânicos produzidos durante a Copa do Mundo serão transformados em combustível ecologicamente correto.  

Quando o assunto é sustentabilidade, nessa Copa do Mundo, Porto Alegre está à frente das demais cidades sedes da maior competição de futebol entre seleções. Os resíduos gerados no Acampamento Farroupilha e Fifa Fan Fest passarão por um processo em que se transformarão em combustível que abastecerá o próprio veículo que realizará a coleta nos dias do Mundial na capital gaúcha.

O combustível, que leva o nome de GNVerde, é um gás gerado a partir de resíduos orgânicos e possui características químicas semelhantes ao gás natural, podendo ser utilizado para abastecer veículos. O produto é uma marca exclusiva da Companhia de Gás do Estado (Sulgás), que visa contribuir para redução da emissão de poluentes.

O diretor presidente da Sulgás, Roberto Tejadas, vê no projeto um trabalho autossustentável que trará resultados significativos para o meio ambiente e para a coleta seletiva. “Podemos dizer que este projeto é o ápice da sustentabilidade, pois apresenta um ciclo fechado renovável, com um veículo que é movido pela energia gerada pelo próprio resíduo que foi trans portado por ele”, afirma Tejadas.

A ação foi idealizada pela Sulgás em parceria com o Departamento Municipal de Limpeza Urbana (DMLU), Câmara Temática de Meio Ambiente e Sustentabilidade do Comitê Gestor da Copa RS, Secretaria Estadual do Esporte e do Lazer, Iveco-Bivel, Realeza Furgões e Consórcio Verde-Brasil, formado pelas empresas Ecocitrus e Naturovos.

Segundo o diretor-geral do DMLU, André Carús, o projeto tem um importante papel educativo e na eminente redução da emissão de CO2. “Essa iniciativa demonstra a importância da correta separação dos resíduos na fonte. Conseguimos transformar e reaproveitar praticamente todos os resíduos gerados, seja na reciclagem ou na transformação dos orgânicos em um combustível limpo, com emissão reduzida de CO2”, explicou. “Esta parceria viabilizou uma ação mitigatória, reduzindo os impactos do evento na cidade”, completou Angela Bacchieri, coordenadora da Câmara Temática de Meio Ambiente e Sustentabilidade.

O projeto

Os resíduos orgânicos produzidos no Acampamento Farroupilha e na Fifa Fan Fest durante a Copa do Mundo serão coletados pelo DMLU e separados para envio à planta de produção de GNVerde instalada no município de Montenegro (RS) e mantida pelo Consórcio Verde-Brasil. O caminhão, fabricado pela empresa Iveco, possui tecnologia e motor especial movido a GNV, desenvolvido pela FPT Industrial, e será abastecido pelo próprio gás gerado na transformação dos resíduos orgânicos produzidos durante a Copa.